Família

Há , pois, duas espécies de família: as famílias pelos laços espirituais e as famílias pelos laços corporais duráveis as primeiras se fortalecem pela purificação e se perpetuam no mundo dos espíritos, através das várias migrações da alma; as segundas, frágeis como a matéria, se extinguem com o tempo e muitas vezes, se dissolvem moralmente, já na existência atual. Do item 8, no Cap.XIV, de "O Evangelho Segundo o Espiritismo". De todas as associações existentes na Terra excetuando naturalmente a Humanidade - nenhuma talvez mais importante em sua função de educadora e regenerativa: a constituição da família. De semelhante agremiação, na qual dois seres se conjugam, atendendo vínculos do afeto, surgem o lar, garantindo os alicerces da civilização. Através do casal, aí estabelecido, funciona o princípio da reencarnação, consoante as Leis Divinas, possibilitando o trabalho executivo dos mais elevados programas de ação do Mundo Espiritual. Por intermédio da paternidade e da maternidade, o homem e a mulher adquirem mais amplos créditos da Vida Superior. Daí, as fontes de alegria que se lhe rebentam do ser com as tarefas da procriação. Os filhos são liames de amor conscientizando que lhes granjeiam proteção mais extensa do Mundo Maior, de vez que todos nós integramos grupos afins. Na arena terrestre, é justo que determinada criatura se faça assistida por outras que lhes respiram a mesma faixa de interesse afetivo. De modo idêntico, é natural que as inteligências domiciliadas nas Esferas Superiores se consagrem a resguardar e guiar aqueles companheiros de experiência, volvidos à reencarnação para fins de progresso e burilamento. A parentela no planeta fazê-se filtro da família espiritual sediada além da existência física, mantendo os laços preexistentes entre aqueles que comungam o clima. Arraigada nas vidas passadas de todos aqueles que a compõem , a família terrestre é formada, assim, de agentes diversos, porquanto nela, se reencontram, comumente, afetos e desafetos, amigos e inimigos. Para os ajustes e reajustes indispensáveis, ante as leis do destino. Apesar disso, importa reconhecer que o clã familiar evolve incessantemente para mais amplos conceitos de vivência coletiva, sob os ditames do aperfeiçoamento geral, conquanto se erija sempre em educandário valioso da alma. Temos, dessa forma, no instituto doméstico uma organização de origem divina, em cujo seio encontramos os instrumentos necessários ao nosso próprio aprimoramento para edificação do Mundo Melhor.

Do Livro Vida e Sexo/Emmanuel/Francisco Cândido Xavier

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por comentar. É uma enorme alegria tê-lo aqui! Abraço!